skip to Main Content
Lojistas Devem Preparar Promoções Para A Black Friday  Crédito Exata Comunicação

Black Friday é oportunidade para fortalecer comércio local

Levantamento da CDL-BG mostra que mais de 50% dos lojistas estão preparando atrações para o dia 27 de novembro

Ao contrário do que aconteceu nos Estados Unidos, no Brasil a Black Friday começou de modo online e, ano após ano, vem ganhando adesão também no varejo físico. Em Bento Gonçalves, a data conhecida por oferecer relevantes descontos aos consumidores ganha, mais uma vez, edição capitaneada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BG), como oportunidade de fomento aos negócios envolvendo o comércio local.

Os esforços da entidade são concentrados em duas frentes: estimular o consumidor a aproveitar a ocasião para fazerem boas compras nas lojas da cidade e incentivar os lojistas e se preparem para a ação. Um levantamento realizado pela entidade com empresas associadas mostrou que mais de 50% delas vão aderir à campanha, com a oferta de descontos e promoções especiais. É um cenário com leitura otimista, mostrando que há espaço para o crescimento da Black Friday na cidade e, também, para sua consolidação como importante indutora de vendas. “A Black Friday vem sendo percebida como grande oportunidade para o comércio, fomentando antecipadamente a movimentação que ocorre com a chegada de fim de ano. Se bem aproveitada, especialmente neste ano,  será um motivador extra para incentivar o consumo reprimido durante o ano”, observa o presidente da CDL-BG, Marcos Carbone.        

Ainda que o distanciamento social provocado pela pandemia do coronavírus possa representar impacto para o movimento nos pontos físicos, é inegável o crescimento de vendas oportunizado pela Black Friday às lojas. Em 2019, um levantamento da empresa de monitoramento de fluxo de varejo FX Retail Analytics e da plataforma de gestão para pequenos e médios varejistas F360° mostrou que o fluxo de visita às lojas físicas durante a Black Friday aumentou 10,35% em relação a 2018. Da mesma forma, também cresceu a presença dos consumidores nos pontos físicos na semana anterior à data em 8,65%.

Por razões como essas, Carbone considera que, indiferentemente da plataforma, os estabelecimentos que agregam vendas em ambientes físicos e online têm mais chances de atrair público. Mas, para ele, o mais importante é que as lojas utilizem a data de modo a ser um gatilho para a fidelização dos clientes. “Oferecer realmente descontos que motivem uma prerrogativa de venda é fundamental, mas oportunizar uma boa experiência de compra e investir em personalização, como entrega de brinde ou de produtos na porta de casa sem custo, são uma boa forma de conquistar o cliente e mantê-lo fiel a produtos e serviços”, analisa o dirigente.

Dicas para o lojista fazer bons negócios na Black Friday

Oferte de verdade: em tempo de informação compartilhada, os consumidores já sabem os preços dos produtos e se preparam para ofertas como as da Black Friday. Sendo assim, seja transparente e promova descontos realmente convidativos – isso vai ajudar nas vendas e, ainda, manterá ilesa a reputação da loja.

Planeje: é importante que o cliente saiba das promoções, seja por meio de quais canais de comunicação o lojista preferir – a dica é preparar uma campanha para informar o consumidor.

Mês cheio: o alarido em torno da Black Friday começa muito antes da data em si. Portanto, é aconselhável que você prepare o cliente, preferencialmente com promoções – de preços e de campanha – para o grande dia.  

Seja parceiro: muitas lojas oferecem produtos/serviços que se complementam com os de outras. Assim, que tal estabelecer parceria com outro empreendedor e agregar valor a seu produto? Pode ser uma boa comprar uma calça com desconto e ainda ganhar uma promoção no barbeiro, por exemplo.

Selecione produtos: pode ser que uma data como a Black Friday estimule o lojista a colocar vários itens em descontos. Mas é melhor apostar em ofertas atraentes para poucos produtos do que oferecer muitos produtos com pouco desconto.

Back To Top