skip to Main Content

Devedores de impostos do Município serão cadastrados no SPC

 

Bento é a terceira cidade do Estado a aderir ao programa

Contribuintes de Bento Gonçalves que possuem dívidas com o Município (IPTU, ISS, Taxas, Multas, etc.) poderão ter seu crédito restringido ao buscar financiamentos ou fazer compras a prazo em lojas a partir desta quarta-feira, 13. O prefeito Guilherme Pasin assinou com a CDL, vencedora da licitação aberta pelo município para a prestação do serviço, contrato para inclusão dos devedores no cadastro de inadimplentes do SPC Brasil, empresa que trabalha com proteção ao crédito.

Essa é uma das ações previstas pela Prefeitura para elevar a arrecadação a partir da cobrança da dívida ativa, ou seja, inadimplência dos contribuintes ao município, que chega a cerca de R$ 160 milhões. No exercício de 2017, os débitos com o Município já ultrapassam os R$ 7 milhões.

Para o presidente da CDL, Marcos Carbone essa união de esforços é um beneficio para o cidadão. “Estamos contentes em poder iniciar junto com o poder público esse processo em Bento Gonçalves, estamos sendo pioneiros na região. E o cidadão que mantém suas contas em dia será beneficiado”, destaca.

Bento é a terceira cidade do Estado a aderir ao programa. Santa Maria e Porto Alegre já se beneficiam do sistema. “Queremos combater a inadimplência de uma parcela de devedores que tínhamos dificuldade de cobrar e também fazer uma justiça fiscal com aqueles que têm seus débitos em dia”, afirma o Prefeito.

Para auxiliar o contribuinte, nesta semana foi instituído o Programa de Recuperação Fiscal do Município (Refis 2017). Podem participar do programa pessoas com débitos referentes a impostos como IPTU, ISSQN e taxas municipais (alvarás, licenças e outras).

Para solicitar a renegociação do débito é preciso procurar a Secretaria de Finanças, localizada na Avenida Osvaldo Aranha 1105, no Bairro Cidade Alta, das 9h às 16h para recalcular o valor da dívida e orientar sobre as opções de pagamento disponíveis. Dos valores arrecadados, 34% são investidos em Educação e 22% em Saúde.

Fonte: Emanuele Nicola

Assessoria de Comunicação Prefeito Guilherme Pasin

Back To Top