skip to Main Content

Comércio projeta otimismo com vendas para o Dia das Mães

Pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves mostra expectativa de vendas até 20% maiores em relação ao mesmo período do ano passado

Segunda data maior indutora de vendas no calendário varejista, o Dia das Mães vem acompanhado de otimismo para o comércio bento-gonçalvense. Conforme pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves (CDL-BG), 93% dos entrevistados acreditam que as vendas serão superiores ou pelo menos iguais às registradas no mesmo período do ano anterior. Quem projeta aumento nos negócios, estima elevação de até 20%.

“Percebe-se de forma muito clara o positivismo no setor do comércio com relação à data e, pelo que tem sido possível já antecipar, essas projeções devem se confirmar, com ótimos resultados para os lojistas. Mesmo com essa atmosfera favorável, é preciso entender que muitas parcelas da população ainda estão com seu poder de compra reduzido. Esse contexto exige dos lojistas um exercício extra no estudo e adequação tanto de mix de produtos como das condições de compra, a fim de estimular as vendas”, diz o presidente da CDL-BG, Marcos Carbone.

Atentos a essa percepção, quase a totalidade dos lojistas estão realizando ações especiais como forma de atrair os clientes e fomentar a compra de presentes para o Dia das Mães. A Loja Andreolio, por exemplo, aposta em promoções de preços no carro-chefe das vendas – calçados e confecções – e espera vender cerca de 10% a mais do que no mesmo período do ano passado. “Os dois últimos anos foram atípicos, com vendas muito baixas por causa do comércio fechado, em função das restrições da pandemia. Agora as pessoas estão animadas, de volta às ruas e com vontade de comprar. O Dia das Mães é um motivo extra para as vendas ocorrerem em maior volume”, diz a gerente Rosemery Menegotto. Para atrair a clientela, a loja está oferecendo descontos que, para pagamento a vista e conforme o produto, podem chegar a 50%.

O otimismo também acompanha as projeções da Loja Tribuna, do bairro Humaitá. Além de apostar no aumento das vendas, cravou em 30% a expectativa de crescimento com relação ao ano passado. Fatores como o fim das restrições sanitárias, o retorno das pessoas às compras, e às ações que a loja está realizando – com dicas e sugestões de presentes em grupos de relacionamento virtual e nas redes sociais – justificam o índice. “Já tivemos uma prévia nos meses de março e abril, e foi muito boa. O movimento aumentou bastante principalmente em relação aos dois últimos anos, que foram de vendas baixas. A roda da economia voltou a girar”, disse a proprietária, Taís Bordignon.

Back To Top